Tudo começa e termina. A grande dúvida é sobre o que acontece nesse meio — e quão longe do ponto de origem podemos chegar.

“Bobagens Imperdíveis para atravessar o isolamento: Crônicas fantásticas”, Aline Valek

40 Pequenos Desabafos #ResenhaDeQuinta

Screenshot_20200730-201100_1.jpg

Título/Autora: 40 Pequenos Desabafos de quem não nasceu para a quarentena, Ruth Manus.

Avaliação: Desabafando com os gatos sobre o isolamento.

Nada como poder ler alguns textos de pessoas que, assim como nós, estão tentando lidar com toda essa situação estranha da melhor maneira possível, né?

Não tem sido um momento fácil e muitas vezes achamos que todas as coisas vão nos afundar dentro das nossas próprias emoções. Por isso, é muito bom saber que não estamos sozinhos nessa e que tem gente que também anda numa montanha russa de sentimentos.

Esse livro curtinho é mais uma daquelas ótimas indicações para esse momento. É algo que dá pra ler rapidinho e ter a sensação de “dever literário cumprido”, além de ter o quentinho no coração ao se encontrar em momentos da narrativa.

A autora faz pequenos desabafos ao longo de 40 dias do isolamento que a grande parte das pessoas foi submetida. Entre as páginas, vemos aspectos familiares, sobre a convivência, o dia a dia juntando trabalho e organização da casa, risos, lembranças, novas receitas.

Aborda a nostalgia de dia em que estar com os amigos era possível, o nervoso de não conseguir fazer o que gostaria, um pouco do psicológico abalado, a relação com a janela, o mundo e a vida lá fora.

Os desabafos convergem com o que muitos têm passado e é ótimo ter a oportunidade de ler algo que permite a que gente se “encontre” dentro dessa literatura tão atual. Sabendo que tá tudo meio estranho, mas estamos lidando com isso em conjunto e tentado fazer o melhor.

Em alguns momentos eu chorei de rir lendo alguns itens que me representam muito, seja na limpeza, na procrastinação ou só nas emoções abaladas pelo isolamento. Já em outras partes, deu aquele apertozinho no coração. Vemos o papel da tecnologia nas reuniões (familiares, de trabalho ou com amigos) e percebemos que tá todo mundo no mesmo barco.

Se alguém já leu esse livro, conta o que achou nos comentários.

Até a próxima.

Audiovizueira News #01 – Emmy 2020

Quem aí também adora premiações?

Admito que eu fico aguardando as temporadas de prêmios para poder fazer maratonas de novos programas (para mim, pelo menos) ou só torcer pelas minhas séries favoritas!

E, é claro, fazer um bolão para o dia do evento (eu me divirto com essas coisas)

E para começar esse momento mágico, saíram os indicados para o Emmy! Todos estão curiosos para saber como será a entrega. O que temos até agora é que será no dia 20 de setembro e a apresentação será do Jimmy Kimmel.

Teremos posts sobre as séries que eu já vi e, quem sabe, sobre as que eu conseguir assistir até a data!

Confira a lista:

Melhor Ator em Série de Comédia
Michael Douglas, “Metodo Kominski”
Anthony Anderson, “Blackish
Ted Danson, “The Good Place”
Don Cheadle, “Black Monday”
Eugene Levy, “Schitt’s Creek”
Ramy Youssef, “Ramy”

Melhor Atriz em Série de Comédia
Christina Applegate, “Disk Amiga Para Matar”
Rachel Brosnahan, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Linda Cardellini, “Disk Amiga Para Matar”
Catherine O’Hara, “Schitt’s Creek”
Issa Rae, “Insecure”
Tracee Eliss Ross, “Blackish”

Melhor Ator em Série de Drama
Jason Bateman, “Ozark”
Sterling K. Brown, “This Is Us”
Steve Carrell, The Morning Show
Brian Cox, “Succession”
Billy Porter, “Pose”
Jeremy Strong, “Succession”

Melhor Atriz em Série de Drama
Jennifer Aniston, “The Morning Show”
Olivia Colman, “The Crown”
Jodie Comer, “Killing Eve”
Laura Linney, “Ozark”
Sandra Oh, “Killing Eve”
Zendaya, “Euphoria”

Melhor Ator em Minissérie ou Filme para TV
Jeremy Irons, “Watchmen”
Hugh Jackman, “Bad Education”
Paul Mescal, “Normal People”
Jeremy Pope, “Hollywood”
Mark Ruffalo, “I Know This Much Is True”

Melhor Ator em Minissérie ou Filme Para TV
Cate Blanchett, “Mrs. America”
Shira Haas, “Unorthodox”
Regina King, “Watchmen”
Octavia Spencer, “Self Made”
Kerry Washington, “Little Fires Everywhere”

Melhor Minissérie
“Little Fires Everywhere”
“Mrs. America”
“Unbelievable”
“Unorthodox”
“Watchmen”

Melhor Série de Comédia
“Curb Your Enthusiasm”
“Dead to Me”
“The Good Place”
“Insecure”
“Metodo Kominski”
“The Marvelous Mrs. Maisel”
“Schitt’s Creek”
“What We Do in The Shadows”

Melhor Série de Drama
“Better Call Saul”
“The Handmaid’s Tale”
“The Crown”
“The Mandalorian”
“Ozark”
“Stranger Things”
“Killing Eve”
“Succession”

Melhor Ator Coadjuvante de Minissérie ou Filme Para TV
Yahya Abdul-Mateen, “Watchmen”
Jovan Adepo, “Watchmen”
Tituss Burgess, “Unbreakable Kimmy Schmidt”
Louis Gossett Jr.,” Watchmen”
Jim Parsons, ‘Hollywood”
Dylan McDermott, “Hollywood”

Melhor Atriz Coadjuvante e Minissérie ou Filme Para TV
Uzo Aduba, “Mrs. America”
Toni Collette, “Unbelievable”
Margo Martindale, “Mrs. America”
Jean Smart, “Watchmen”
Holland Taylor, “Hollywood”
Tracey Ullman, “Mrs. America”

Melhor Reality Show
“The Masked Singer” (FOX)
“Nailed It” (Netflix)
“RuPaul’s Drag Race” (VH1)
“Top Chef” (Bravo)
“The Voice” (NBC)

Melhor Talk Show de Variedades
“Daily Show with Trevor Noah” (Comedy Central)
“Full Frontal with Samantha Bee” (TBS)
“Jimmy Kimmel Live” (ABC)
“Last Week Tonight with John Oliver” (HBO)
“Late Show with Stephen Colbert” (CBS)

Melhor Reality Show
“The Masked Singer” (FOX)
“Nailed It” (Netflix)
“RuPaul’s Drag Race” (VH1)
“Top Chef” (Bravo)
“The Voice” (NBC)

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia
D’Arcy Carden, “The Good Place”
Alex Borstein e Marin Hinkle, “The Marvelous Mrs Maisel’
Betty Gilpin, “GLOW”
Kate McKinnon, “SNL”
Annie Murphy, “Schitt’s Creek”
Yvonne Orji, “Insecure”
Cecily Strong, “SNL”

Melhor Ator Coadjuvante de Drama
Nicholas Braun, Matthew Macfadyen e Kieran Culkin, por “Succession”
Billy Crudup, “The Morning Show”
Mark Duplass, “The Morning Show”
Giancarlo Esposito, “Better Call Saul”
Bradley Whitford, “The Handmaid’s Tale”
Jeffrey Wright, “Westworld”

Melhor Atriz Coadjuvante de Drama
Meryl Streep, “Big Little Lies”
Helena Bonham Carter, “The Crown”
Julia Garner, “Ozark”
Laura Dern, “Big Little Lies”
Thandie Newton, “Westworld”
Fiona Shaw, “Killing Eve”
Sarah Snook, “Succession”
Samira Wiley, “The Handmaid’s Tale”

Melhor Filme para a TV
“American Son”
“Bad Education”
“Dolly Parton’s Heartstrings: These Old Bones”
“El Camino: A Breaking Bad Movie”
“Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy vs. The
Reverend”

Melhor Série Documental
“Tiger King”
“Arremesso Final”
“McMillions ”
“American Masters”
“Hillary”

Melhor Série Animada
“BoJack Horseman”
“Ricky And Morty”
“Big Mouth”
“Bob’s Burgers”
“The Simpsons”

Melhor Atriz Convidada em Série de Drama
Alexis Bledel, “Handmaid’s Tale”
Laverne Cox, “Orange Is The New Black”
Cherry Jones, “Succession”
Phylicia Rashad, “This Is Us”
Cicely Tyson, “How To Get Away With Murder”
Harriet Walter, “Succession”

Melhor Ator Convidado em Série de Drama
Jason Bateman, “The Outsider”
Ron Cephas Jones, “This Is Us”
James Cromwell, “Succession”
Giancarlo Esposito, “The Mandalorian”
Andrew Scott, “Black Mirror”
Martin Short, “The Morning Show”

Melhor Atriz Convidada em Série de Comédia
Angela Bassett, “A Black Lady Sketch Show”
Bette Midler, “The Politician”
Maya Rudolph, “The Good Place”
Maya Rudolph, “SNL”
Wanda Sykes, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Phoebe Waller-Bridge, “SNL”

Melhor Ator Convidado em Série de Comédia
Adam Driver, “SNL”
Luke Kirby, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Eddie Murphy, “SNL”
Dev Patel, “Modern Love”
Brad Pitt, “SNL”
Fred Willard, “Modern Family”

Fonte: https://www.papelpop.com/2020/07/watchmen-mrs-maisel-e-ozark-lideram-indicacoes-ao-emmy-2020-veja-a-lista-completa/

Notas da Audiovizueira nº14

TopoNotasAudiovizueira-01

Olá, pessoas!

Retornando à lista de filmes para curtir as inspirações literárias no mundo audiovisual.

Bora lá!

01. The Fundamentals of Caring

O filme, baseado na obra de Jonathan Evison conta a história de Ben, um escritor quase divorciado que começa a trabalhar como cuidador de Trevor, um adolescente sarcástico que possui uma distrofia muscular.

Disponível em: Netflix

02. Eu, Você e a Garota que vai morrer

A história narra os acontecimentos da vida do adolescente Greg, um rapaz que vive no seu mundinho fazendo filmes com o seu melhor amigo, quando é “obrigado” a socializar com uma garota da sua classe que tem leucemia. é uma adaptação da obra de Jesse Andrews.

Disponível em: Telecine Play

03. Sete Dias Sem Fim

O enredo aborda história de 4 irmãos que voltam para casa após a morte de seu pai. Eles são obrigados a ficar sete dias juntos na casa em que cresceram. Cada um precisa lidar própria complicação pessoal, seja divórcio, filhos ou um amor do passado. Tudo isso somado à enorme perda sofrida pela família. O filme é inspirado na obra de Jonathan Trooper.

Disponível em: Netflix

04. Moby Dick

Clássico da literatura, essa adaptação do livro de Herman Melville narra a história do Capitão Ahab, um homem que vive para se vingar de Moby Dick, a baleia branca que o feriu.

Disponível em: Telecine Play

Espero que curtam! Até a próxima!

O terrível fenômeno da autossabotagem

pexels-photo-925067.jpeg

Você cria centenas de listas, metas e desafios.

Pesquisa, sonha e sempre fala sobre tudo aquilo que deseja fazer.

Reclama da mesmice, afirma que em breve vai colocar em prática as milhares de ideias que estão anotadinhas naqueles cadernos e papéis jogados pelas caixas do quarto.

São recortes brilhantes de algo que nunca vai sair do universo idílico.

E sabe por quê?

É o fenômeno da autossabotagem. Desistir antes mesmo de tentar já que não há derrota se não houver jogo.

A necessidade que tem de colocar barreiras intransponíveis em tudo o que quer fazer. De encontrar detalhes que impossibilitem aquela viagem, a mudança de visual ou o novo emprego.

É a sua voz interior que diz que tudo vai dar errado, que é melhor seguir naquilo que está indo relativamente bem, ainda que isso destrua pouco a pouco a sua alma.

Vale a pena viver assim? Ou melhor, só sobreviver? Cortando as asas da imaginação, deixando os sonhos de lado, desistindo antes mesmo de começar?

Já existe tanta pressão no mundo para que sejamos um sucesso, alguns com fama, dinheiro e posses, outros com a pintura perfeita de família e educação conquistadas com bases em sei lá o quê.

Tentamos nos espelhar nos outros, viver através dos fragmentos da existência alheia, colocando as pessoas em outros patamares. Pódios… em lugares que imaginamos serem impossíveis de chegar.

Como se fosse um caminho longo demais. E nossas frágeis pernas não aguentar. Nunca chegará até aquele ponto.

Sabe qual a pior parte? É verdade. Se não tentar, não chega mesmo. E se a voz irritante, que achamos que é a consciência sendo racional, mas é só a nossa autossabotagem falando bobagem for a única coisa que ouvimos, o futuro é ficar estancado.

Em situações incômodas, em vidas monótonas ou tristes. Não importa o quanto planeja, se não colocar algo em prática, nada vai sair do papel.

Não precisa ser algo enorme. Basta dar um passinho. Escolher um sonho simples e tentar. Porque a vida só vale a pena quando é realmente vivida.

Autossabotagem é um sistema de proteção, para evitar o “fracasso”. Mas nunca chegaremos ao sucesso se não tentarmos alguma coisa, né?

É difícil? CLARO

Vai ser trabalhoso mudar? SIM

Demora? TAMBÉM

Mas vale a pena? COM CERTEZA

Todo mundo é especial de alguma forma e o mundo é um lugar melhor quando acreditamos no nosso potencial. Se nós não formos os primeiros torcedores, como esse time vai vencer?

Se algo é bom e faz bem, bora tentar! Não deixe o medo interno te dizer que não pode ir atrás daquilo que deixará seu coração quentinho (e, quem sabe, ajudar outras pessoas no caminho?)

Foto por Ankush Rathi em Pexels.com

 

Segundas Musicais #120

SegundasMusicais

Olá, pessoas!

Na última segunda do mês, que tal ouvir umas novidades? Algumas bandas têm lançado músicas novas que já fazem parte da playlist para nos acompanhar nesse período complicado.  Vou colocar na lista algumas das minhas favoritas!

#SomNaCaixa

01. Scatolove – Soneca

 

02. Katy Perry – Daisies

 

03. Lady Gaga feat. Ariana Grande – Rain on Me

 

04. Dua Lipa – Future Nostalgia

 

Espero que gostem!

Até a próxima!

Escrita é minha ferramenta de atravessar o isolamento, de buscar uma conexão com o outro. Leitura é antídoto contra a solidão.

Bobagens Imperdíveis para atravessar o isolamento: Crônicas fantásticas, Aline Valek