E se fosse a gente? #Resenha

Título/Autor/Editora: E se fosse a gente?, Becky Albertalli e Adam Silvera. Intrínseca.

Avaliação: Pensando na probabilidade de encontrar alguém numa cidade enorme.

Oie, humanos!

Hoje temos uma resenha de um livro fofinho, escrito por dois autores. Acho muito legal essa dinâmica de duas mentes criando a história.

Já tinha lido outras publicações sa Becky Albertalli e tem algo que eu curto demais: as referências! Sempre tem alguma coisa de cultura pop. Filmes, músicas. E adoro quando menciona itens que eu sou fã!

A escrita dos dois é ótima, combinou perfeitamente. O livro é dividido em pontos de vista dos personagens principais. É interessante poder viajar entre as duas cabeças, saber sobre sentimentos, reações, angústias e emoções. Faz com que a experiência de leitura, a conexão com os personagens e a torcida por eles seja ainda maior.

Entrando na trama, narra a trajetória de dois adolescentes durante o verão em Nova York. Arthur é um inteligente garoto da Geórgia, apaixonado por musicais e que sonha com um espetáculo da vida real ao ir para a “Grande Maçã” com os seus pais. Sua mãe vai trabalhar num escritório de advocacia e ele vira um estagiário lá durante as férias.

Já Ben é nova-iorquino, terminou seu primeiro relacionamento e, para ajudar, está de recuperação! Não é necessariamente o começo de um verão animador para ele.

O caminho deles se cruza quando Bem vai aos Correios levar um pacote e Arthur o vê e acaba seguindo o rapaz para dentro da agência. Lá, eles têm um momento fofo, mas não trocam contatos.

Numa cidade enorme como Nova York, quais as chances de reencontrar alguém aleatório com quem conversou por alguns minutos?

Com a ajuda de amigos, redes sociais, cafeterias e um pouco de sorte, eles vão descobrir se a história vai além daquele pequeno encontro sem querer.

Sem dar mais spoiler, é uma leitura super ligeira já que a escrita é fluída e você voa pelas páginas seguindo cada momento dos personagens. Sofrendo quando eles tomam atitudes imaturas ou suspirando quando são fofos!

Alguém ai já leu? Conta o que achou.

Até a próxima!

Notas da Audiovizueira n°37

Oiiiie, gente!!

Literatura é algo tão maravilhoso que voa das páginas direto para outras mídias. Como as telas de cinema!

E a lista tá cheia de produções inspiradas em livros!

#BoraLá!

01. A Menina que Roubava Livros

Baseado na obra de Mark Zusak, narra a trama de uma garota durante a Segunda Guerra Mundial. Ela se mantém viva graças aos livros que rouba.

02. Na Natureza Selvagem

O filme é inspirado no livro de Jon Krakauer e conta a história real de Chistopher McCandless, um garoto que, após terminar a faculdade, viaja para ter aventuras pela América do Norte.

03. D.u.f.f.

Originado do livro de Kody Keplinger. O período escolar é complicado, ainda mais com a pressão de beleza e popularidade. Bianca, ao descobrir sobre as “amigas feias” designadas a deixar as outras mais bonitas, ela vai pedir ajuda ao seu vizinho, um atleta popular, para melhorar sua situação.

04. O diário da princesa

Mia Thermopolis é uma adolescente tímida que vive com a sua mãe e seu gato. Sua vida muda quando descobre que não é só uma garota comum, mas uma princesa!! É inspirado na obra homônima de Meg Cabot.

Espero que gostem!

Até a próxima! =]

Obrigada por não ser obrigad@

… a me aceitar do jeito que sou, mas fazer isso mesmo assim.

Dando apoio quando eu pareço completamente perdida, acolhendo a minha versão mais bodeada e não implicando com todas as neuras.

Obrigada por não ser obrigad@ a me ouvir reclamando, chorando, cantando ou espernenando…

Mas mesmo assim, não fugir quando aparece aquela música externamente suspeita no meio da playlist ou só assentir para as milhares de frases aleatórias sobre colegas desconhecidos que fizeram coisas avulsas.

Por sempre ter conselhos, sabedoria ou somente lencinhos de papel e um snack para acabar com o choro ou tristeza súbita.

E também por não compactuar com algumas versões extremamente críticas e tóxicas. Mantendo meu equilíbrio e minha melhor versão sempre atualizada.

Só gratidão por aqueles que não têm obrigação nenhuma em entender os surtos de ansiedade, as noites mal dormidas e as vontades esquisitas…

… mas seguem abraçando todas as partezinhas que juntas formam o nosso todo.

E que nunca se negam a oferecer amor, abraços e compreensão. (Às vezes debates, mas sempre para chegar a um novo consenso).

Sejam humanos, animais ou inanimados… só agradecimento e fofura por todos que nos mantém são.

Na alegria.

Na tristeza.

Na pandemia.

Online e offline.

A qualquer hora do dia, noite. Seja útil, fim de semana ou horário comercial.

Obrigada por não serem obrigad@, mas amarem meu melhor (e até o pior) mesmo assim.

Segundas Musicais #143

Olá, humanos!

Em homenagem ao Dia do Obrigado, celebrado hoje, vamos de uma playlist cheia de gratidão.

#SomNaCaixa

01.Jason Mraz – Gratitude

02. Dido – Thank You

03. Ricky Martin – Gracias por pensar en mi

04. Saulo – Agradecer

Espero que curtam!

Até a próxima! =]

Teto para dois #Resenha

Título/Autora/Editora: Teto para dois, Beth O’Leary. Intrínseca.

Avaliação: Pensando se não tem ninguém dormindo na minha cama enquanto eu trabalho. (Provavelmente, só os gatos)

Oie, gente!

Hoje tem resenha de um livro popular e gracinha que eu li e me apaixonei de cara!

Já começo dizendo que a leitora passado pede desculpas para a leitora do futuro por causa de todas aquelas vezes que reclamou dos chick lits e agora tá pagando a língua com tanta coisa bonitinha que tem lido.

Agora bora falar dessa comédia romântica de esquentar os corações e manter os olhos colados em cada página!

⚠️ alerta de gatilho psicológico no livro.

Destaco que a escrita da. Beth O’Leary, com base nessa única leitura, parece fenomenal. Que forma maravilhosa de criar personagens cativantes, a narrativa fluida que prende o leitor, que torna a história pessoal e genial para ler. Ainda que contenha temas complexos, tudo é tratado de forma séria e delicada.

O livro conta a trama de Tiffy e Leon. Ela trabalha numa editora de livros “faça você mesmo”, acabou de terminar um relacionamento abusivo e precisa de um novo lugar para morar. Ele é um enfermeiro com uma namorada ciumenta que precisa conseguir dinheiro para resolver um problema familiar.

Nesse enrosco, eles acabam se encontrando quando Tiffy vê um anúncio de aluguel barato, mas o acordo é de dividir a casa (incluindo a cama) com uma pessoa estranha. E eles não se encontrarão por causa dos horários de trabalho.

Por isso, para resolver algumas questões da casa, eles acabam se comunicando por meio de mensagens escritas em post its.

E a interação deles é a coisa mais fofa. A extrovertida, cheia de roupas “únicas” e “fazedora” de bolos Tiffy é o tímido, introvertido e prestativo Leon conseguem se conectar sem nem ao menos se verem.

É muito interessante ver como esses dois, tão diferentes, conseguem se ajudar, conviver e ter uma relação de amizade com uma começo inusitado!

Vale muito a pena conhecer essa história e ser cativada pelos personagens, compartilhar suas ansiedades e celebrar suas conquistas.

É muito amor em poucas páginas!

Quem aí já leu? Conta o que achou!

Até a próxima!

Notas da Audiovizueira n°36

Olá, pessoas!

Para quem ainda não pegou o ritmo da leitura nesse começo de ano, que tal ver uns filmes inspirados em livros e dar aquela animada na lista de TBR?

01. Nick e Norah – Uma noite de amor e música

Baseado na obra de mesmo nome dos autores David Levithan e Rachel Cohn, narra a trajetória de dois jovens ao longo de uma noite. Envolve desconhecidos se aproximando, a busca por una banda misteriosa e um amor novo.

02. Se eu ficar

O livro de Gayle Forman deu origem ao filme a aborda um acidente que acomete uma família inteira e a luta por uma integrante dela para se manter viva.

03. After

Aquele romance jovem ozado, inspirado no livro de Anna Todd e que narra a história de Tessa, uma garota boazinha que começa a faculdade e acaba atraída pelo bad boy Hardin.

04. Simplesmente Acontece

Produzido a partir da publicação de Cecelia Ahern, trata-se da história de uma garota que engravida na adolescência, as reviravoltas da sua vida e a relação que mantém com seu melhor amigo ao longo dos anos, mesmo que os caminhos os levem para lados diferentes do mundo.

Espero que curtam!

Até a próxima!