Segundas musicais #21

Gente, porque o final de semana tem tanta pressa para acabar? Alguém pode me dizer?

Falando nele, aparentemente eu fiz a lista de sábado, mas não publiquei, sai sem salvar e achei que tinha programado! Prometo colocá-la no meio da semana. Ela era legal! ❤

Mas o dia de hoje é habitado pelas canções. Então, bora musicar o que resta da segunda com músicas legais!!!

#SomNaCaixa!

01. You get what you give – New Radicals

Essa música é muito importante no livro Cinderela Pop da Paula Pimenta e isso fez com que ela ganhasse espaço na playlist de hoje!

02. El fantasma de Canterville – Charly García

A música do argentino Charly García foi baseada no conto de mesmo nome do autor Oscar Wilde

03. Where is my mind – Pixies

Chegando na nossa lista a representante das trilhas sonoras! Essa música estpa no filme Clube da Luta, adaptação do livro, que eu adoro, do Chuck Palahniuk.

04. Breezeblocks – alt-J

Os caras da banda se inspiraram no livro “Onde vivem os monstros” do Maurice Sendak para escrever essa canção.

E essa foi a lista de hoje, humanos! Boa semana e até a próxima! =]

Cinderela Pop #ResenhaDeQuinta

Título/Autor/Editora:
Cinderela Pop, Paula Pimenta. Editora Galera Record.

Avaliação: Indo
customizar o meu All Star…

Gosto particularmente de releituras de contos de fadas.
Digam o que quiser, eu tenho esse lado “fofura crônica” (que é encoberto pela
minha falta de sutileza durante a maior parte do dia!), então, é claro que eu
ia me encantar com esse livro da Paula Pimenta!

A autora já tem outros livros do “mesmo jeitinho” e eu já li
Princesa Adormecida. Eu gostei mais do
Cinderela Pop, mas a utilização das mensagens de texto do “Princesa” são bem
legais.

Em todo caso, os dois livros têm as suas especificidades e
eu achei bem legal e a escrita. Os dois foram bem divertidos e rápidos de ler.

Em Cinderela Pop deu pra conhecer o lado da história de
Cintia, a DJ que ajuda a princesa no outro livro!

Cintia é uma adolescente de 17 anos que vive com a sua tia
Helena depois que o seu mundo é virado de cabeça para baixo graças ao seu pai.
(Cara, a gente sempre teve dó do pai da Cinderela e sua tentativa de encontrar
uma figura materna pra filha amada, saibam, esse NÃO é o caso! Hahahahaha).

A menina, após uma situação traumática, sai de casa e não
volta a falar com o seu pai… Bom, não a menos que seja extremamente
necessário (E esse É o caso). Como assim uma escola não deixa o pessoal usar o
celular nem no intervalo, o único horário em que a Cintia consegue falar com a
sua mãe?

Aliás, a mãe dela é uma arqueóloga, acabou no Japão, graças
ao seu trabalho.

Antes, uma garota feliz e com cores em sua vida, Cintia
perde a fé no amor depois da separação dos pais, mas como a gente sempre
encontra aquela coisa que nos mantém vivas (fora os amigos e a família), Cintia
ataca de DJ!

Ela adora música e o namorado de Helena percebe o potencial dela
e acaba dando a chance da garota ser DJ nas festas em que ele faz, mas, como
ela ainda está na escola, só pode fazer seu set list até a meia noite (Parece
familiar esse horário?)

Em todo caso, o livro vai narrar a trajetória de Princesa
Pop que, sem querer, munida de um belo All Star acaba trombando com o seu
Príncipe Encantado (e que encanta muita gente!!)

Uma leitura para suspirar, torcer e se irritar com uma
madrasta e duas filhas impossivelmente irritantes!

Sem mais spoilers por hoje! Coloquem os fones no ouvido,
ajeitei a playlist porque o DJ vai soltar o som!!

Você vai se casar comigo? (…)

Só se você prometer que a gente vai ser feliz pra sempre.

#PqTodosTêmDireitoAoFelizesParaSempre! #LoveWins

Princesa Adormecida, Paula Pimenta.