Fui para longe na minha cabeça, em um livro. Era para onde eu ia sempre que a vida real ficava muito difícil ou inflexível.

O oceano no fim do caminho, Neil Gaiman.