“A sua razão foi ter ido para a cama com o coração cheio de orgulho e a barriga vazia”, disse eu. “Os orgulhosos provocam suas próprias tristezas”

“O Morro dos Ventos Uivantes”,  Emily Brontë

Ele ama e odeia, sempre às escondidas, e considera uma espécie de impertinência ser amado ou odiado de volta.

“O Morro dos Ventos Uivantes”, Emily Brontë, tradução: Guilherme da Silva Braga