E se fosse a gente? #Resenha

Título/Autor/Editora: E se fosse a gente?, Becky Albertalli e Adam Silvera. Intrínseca.

Avaliação: Pensando na probabilidade de encontrar alguém numa cidade enorme.

Oie, humanos!

Hoje temos uma resenha de um livro fofinho, escrito por dois autores. Acho muito legal essa dinâmica de duas mentes criando a história.

Já tinha lido outras publicações sa Becky Albertalli e tem algo que eu curto demais: as referências! Sempre tem alguma coisa de cultura pop. Filmes, músicas. E adoro quando menciona itens que eu sou fã!

A escrita dos dois é ótima, combinou perfeitamente. O livro é dividido em pontos de vista dos personagens principais. É interessante poder viajar entre as duas cabeças, saber sobre sentimentos, reações, angústias e emoções. Faz com que a experiência de leitura, a conexão com os personagens e a torcida por eles seja ainda maior.

Entrando na trama, narra a trajetória de dois adolescentes durante o verão em Nova York. Arthur é um inteligente garoto da Geórgia, apaixonado por musicais e que sonha com um espetáculo da vida real ao ir para a “Grande Maçã” com os seus pais. Sua mãe vai trabalhar num escritório de advocacia e ele vira um estagiário lá durante as férias.

Já Ben é nova-iorquino, terminou seu primeiro relacionamento e, para ajudar, está de recuperação! Não é necessariamente o começo de um verão animador para ele.

O caminho deles se cruza quando Bem vai aos Correios levar um pacote e Arthur o vê e acaba seguindo o rapaz para dentro da agência. Lá, eles têm um momento fofo, mas não trocam contatos.

Numa cidade enorme como Nova York, quais as chances de reencontrar alguém aleatório com quem conversou por alguns minutos?

Com a ajuda de amigos, redes sociais, cafeterias e um pouco de sorte, eles vão descobrir se a história vai além daquele pequeno encontro sem querer.

Sem dar mais spoiler, é uma leitura super ligeira já que a escrita é fluída e você voa pelas páginas seguindo cada momento dos personagens. Sofrendo quando eles tomam atitudes imaturas ou suspirando quando são fofos!

Alguém ai já leu? Conta o que achou.

Até a próxima!

Deixe a Neve Cair #Resenha

Título/Autor(a)/Editora: Deixe a Neve Cair. John Green, Lauren Myracle e Maureen Johnson. Rocco.

Avaliação: Torcendo pra ver neve, mas sem nevasca forte, um dia.

Olá, pessoas!

Bora colocar o clima natalino lá no alto com esse livro super fofinho que já até ganhou uma adaptação na Netflix! (Que não tá 100%, mas o que vale é a intenção… será? HAHAHAHA)

Entrando na trama, são três histórias diferentes, mas que acabam se intercalando já que são parte de um universo compartilhado. Tipo a Marvel natalina. (Tá, é só a mesma cidade, mas poderia ser o MCU. xD)

Todas as narrativas são influenciadas por uma nevasca prevista para atingir a cidade.

No livro, temos a história de Jubileu, uma garota que está no trem em direção à casa de sua avó para passar o Natal com ela. Seus pais foram presos por causa de um mal entendido e ela, então, vai para a cidade da avó. Maaas, por causa da neve, o trem para em Gracetown.

Como precisa aguardar, ela vai para a Waffle House e lá acaba conhecendo Stuart e os dois começam a socializar. O problema é que Jubileu tem namorado.

O outro conto narra a história de um trio de amigos. Uma garota e dois garotos adicionando uma friendzone. Eles ouvem sobre o trem e vão para o local já que existem rumores de um time de cheeleaders que estão viajando nele. Duke, a garota grupo, não está animada com a atividade. Enquanto isso, JP e Tobin estão ansiosos por isso.

Por fim, há a história de Addie, uma garota que está tentando superar o fim do seu relacionamento e tentando mostrar que não é egoísta.

Escrito por um time de grandes nomes, conta com personagens fofos, uma história cativante e a interligação entre elas é super interessante.

Uma leitura gostosa, fácil e ágil. Excelente pra dar um quentinho no coração.

Alguém já leu? Conta o que achou nos comentários?

Até a próxima!