Notas da Audiovizueira n°35

Oie, gente!

Hoje vamos falar de uma série super legal que eu vi recentemente.

Adoro histórias adolescentes com suas evoluções, neuroses e crushs. É tão nostálgico, mas, ao mesmo tempo, libertador saber que essa fase passou.

Em todo caso, bora pro “Eu Nunca”. Na trama, Devi é uma jovem que perdeu seu pai e, com o trauma, acabou numa cadeira de rodas. Como era uma questão psicológica, ela voltou, eventualmente a caminhar.

Agora, começando um novo ano no colégio, não quer ser lembrada como a garota traumatizada e sem pai. Quer ser descolada, sair e fazer coisas novas, além de se aproximar do garoto que gosta.

Junto com as melhores amigas, Fabiola e Eleanor e, às vezes longe, em ataques de egoísmo típico adolescente ela enfrenta a ansiedade de crescer e encontrar seu lugar no mundo. Outros personagens são o seu crush, Paxton e o arqui-inimigo, Ben.

Série da Netflix, criada pela Mindy Kaling, conhecida por The Office e The Mindy Project, narra a história de um jeito leve, divertido e que emociona. Tem inclusão e temas importantes.

Fala de amizade, amor, perda, medos, tradições, mágoas, superação e crescimento. Tudo de forma descontraída e sensível.

Durante os episódios, Devi precisa lidar com os sentimentos reprimidos em suas inusitadas interações com a terapeuta, aprender a importância da amizade e as grandes mudanças que acontecem na vida de todos. Entende o valor de estar presente para as pessoas amadas.

Alguém aí já viu? Conta o que achou.

Até a próxima! =]