Livroterapia

A crônica mudou até de dia essa semana, mas é por uma boa causa.

Vamos celebrar uma data muito importante (por vários motivos). É aquele momento em que nós agradecemos por todas as histórias e seus autores. Seres iluminados que criaram universos, personagens e narrativas que nos acompanham, acolhem e acalentam em momentos bons e ruins.

Não sei o que seria de mim sem a literatura. Esses companheiros que parecem silenciosos quando observados nas estantes, mas são cheios de vida, sons e alegrias. Trazem em suas páginas um mundo completo, conhecimento, amor e ranço (sempre tem aquele plot tenso)

Impossível não ser grata por tantas horas que eu precisei me isolar de tudo e de todos, quando o barulho da realidade era alto demais e eu só precisava me esconder nos corredores de Hogwarts ou entre alguns arbustos no País das Maravilhas até que pudesse conviver em sociedade novamente.

Graças aos livros, todos os meus parafusos, que estão dentro da sala de aula da quinta série que é a minha cabeça, podem não estar em seus devidos lugares, mas pelo menos estão reunidos mesmo espaço. (Assim como os alunos, estão em pé, conversando com os colegas…)

Cada nova história que me envolve, trama cativante que me deixa de cabelos em pé ou sem conseguir dormir para saber o que vai acontecer. Todas as linhas, parágrafos, pontuações. Elementos importantes, são as partes que compõe a minha terapia literária. Os semi-psicólogos da minha existência (e dividem o trabalho árduo com a minha psicóloga de verdade. xD)

Mais do que uma crônica, aqui é uma carta de agradecimento. Pelas aventuras vividas e aquelas que ainda virão. Pelas lágrimas que me viram derramar, os sorrisos que trouxeram. Pela disponibilidade eterna para me levar até algum lugar bem longe sempre que precisei.

Além disso, é uma semana especial para as crônicas. Foi no Dia do Livro de 2019 que a primeira delas foi publicada. São 03 anos de outro tipo de terapia semanal. Assim como os livros, a escrita é uma forma de desopilar o fígado e compartilhar os pensamentos.

Para todos os leitores, vamos comemorar com os nossos livros favoritos. Relendo, indicando para alguém, presenteando ou somente conversando sobre eles. (Para que esse hábito cresça nas casas brasileiras). Aos autores, força nessa luta diária de levar ao público suas criações. Não é fácil, mas temos muita gratidão por todo o esforço!!

Emoções entre linhas

close up photo of flowers in the middle of book page

Não sou poeta. Mal comecei a aprender a arte de apreciar o gênero, mas gostaria de iniciar o texto com uma releitura do Carlos Drummond de Andrade.

Tenho “apenas” um certo número de páginas
e o sentimento do mundo,
mas estou cheio de histórias
minhas lembranças escritas
e o miolo que transborda
meus textos com amor.

Perdoem o poema de quinta, mas é minha forma de começar um texto tão importante, em homenagem a uma data especial que em breve será comemorada.

Na próxima quinta-feira, 23 de abril, é o Dia Mundial do Livro.

E como pode um objeto tão pequeno conter todo o sentimento do mundo?

Trazem para dentro das nossas casas, mentes e corações um turbilhão de emoções. Uma dezena de novos convidados para a festa, amigos em potencial (e alguns inimigos também).

Suas linhas transportam uma quantidade ainda maior de pessoas e para lugares mais distantes do que as linhas aéreas!

Através de suas histórias, navegamos em mares perigosos de lágrimas com os dramas mais fascinantes, rimos alto com alguns personagens que, de tão bem descritos, temos a sensação de vê-los em nossa frente, não é mesmo?

Também sofremos com os suspenses que até nos causam sonhos esquisitos, a literatura de época que nos leva até outros tempos, os romances que nos fazem suspirar, os policiais que nos deixam com a pulga atrás da orelha e as poesias ou poemas que nos fazem refletir e revisitar cada linha para tentar entender tudo.

Suas páginas, brancas, amarelas ou coloridas. Físicas ou eletrônicas. Diagramação com letras espaçadas, ilustrações (ou aquelas minúsculas). Todas elas funcionam como ímãs para os nossos olhos (que insistem em barganhar com o horário, pedindo espaço para uma página mais antes de dormir ou de fazer qualquer outra atividade).

Como pode caber um universo completo em nossas mãos? Que fazem com que as mentes voem mais alto do que foguetes. Nos transporta para outro planeta que se torna a residência oficial da nossa imaginação pelo tempo em que estivermos lendo.

Autores, com suas canetas ou seus teclados, são os maestros de uma belíssimo orquestra, que emociona, cativa e motiva. Tiram a gente da realidade para distrair, animar, ensinar. Nos acompanham em tempos bons e ruins. São o abraço quando nos sentimos solitários,  sorriso quando tudo dá certo no final e a alegria transpõe o livro e vai parar no coração do leitor.

Tantos sensações cabem entre essas linhas? Escritas e revisadas com tanto carinho e dedicação. Que dão um baita trabalho, na maioria das vezes, para se tornarem o produto final. Mas todo aquele suor e lágrimas se transformam num item valioso, que fará parte da vida de todos que o lerem!

Em momentos tão complicados, a companhia de um livro é algo de valor inigualável. Traz conforto, acalenta a alma, cuida da mente.

Nesse dia, só tenho a agradecer. Por todos os sentimentos do mundo que eu pude ter contato, compartilhados entre as páginas dos livros que, com afeto, guardo no coração e nas estantes que nunca deixar de aumentar.

Celebrem essa data relendo um dos seus exemplares favoritos ou só indicando para alguém especial. Indicar um livro, para mim, é oferecer um pedacinho de nós mesmo a outras pessoas.

Assim como os autores que, ao escreverem, entregam uma grande parte deles em suas histórias.

Por isso a literatura é tão encantadora para mim. E eu nunca deixo de ser grata por tê-la como uma parte querida da minha vida. Como uma válvula de escape ou a saída de emergência quando tudo parece complicado demais.

Que nesse dia, você aproveite as maravilhas de um livro bom. Que entre as linhas cheias de emoções, encontre um aconchego, nem que seja só por alguns minutos.

Foto por Ylanite Koppens em Pexels.com