Sem você virei poesia #Resenha

Título/Autora: Sem você virei poesia, Dayana Araújo.

Avaliação: Poetizando- me por aí.

Olá, gente!

Hoje a resenha traz um livro pequeno em sua extensão, mas enorme na quantidade de sentimentos trazidos em cada verso.

Não sei sobre tudo o que é retratado, Me faltam experiências, mas, através da empatia, é possível sentir cada uma das emoções da autora.

São versos de término, ruptura, lágrima e tristeza. Mas também são de recomeço, reconstrução, reencontro e aprendizado com aquilo que se viveu.

Ver o relacionamento por uma perspectiva externa pós-final traz percepções que não enxergamos quando estamos “de cabeça” naquela situação.

Com poemas que molham as páginas e arrepiam os pêlos do braço, vemos a trajetória de um relacionamento que teve obstáculos, mentiras, sofrimentos. Ilusão, máscaras usadas, ideias que são criadas nas mentes de cada um. Além de abuso e amor tóxico.

Mostra uma relação que teve falta de companheirismo, empatia, honestidade em uma das partes e excesso de submissão e tentativas de outra.

Mesmo após o término, algumas coisas ainda seguem acompanhando no dia a dia. É um processo para a “liberdade” de sentimentos como culpa, remorso por não ter ‘escutado a intuição ou as pessoas próximas. Até chegar na compreensão, no auto perdão e empoderamento.

É todo um ciclo distribuído em versos bem escritos, com uma leitura fluída e emocionante.

Vale a pena passar pena jornada junto com a autora.

Alguém aí já leu? Conta o que achou nos comentários.

Podem até existir dias chuvosos sem você Mas lhe garanto que encontrarei meu arco-íris com potinho de ouro ao final

“Sem você virei poesia”, Dayana Araújo.