Eu imagino que todo mundo seja um mistério, de certo modo, ela explica. Quer dizer, você nunca vai conhecer de verdade a outra pessoa, e coisa e tal.

“Pessoas normais”, Sally Rooney, Débora Landsberg