Notas da Audiovizueira n°44

Olá, pessoas!

Espero que estejam todos bem nesse período. Que tal a gente se distrair falando sobre um filme inspirado em livro?

Bora comenta Moxie, a nova produção da Netflix?

Primeiro, eu já estava muito ansiosa para assistir porque AMO adaptações literárias. Ai descobri que envolvia a Amy Poehler e soube que seria puro amor.

Sobre o que fala??

História de uma adolescente que tem uma vida normal, com aquelas preocupações de faculdade, popularidade. Padrão. Ele tem uma melhor amiga e estuda em um colégio que passa para o astro do futebol.

Normal, né? Chega a ser irritante como até ela repete frases que perpetuam esse comportamento abusivo de certos alunos.

As coisas começar a mudar com a chegada de Lucy, uma garota com personalidade forte e que, com alguns comentários certeiros e alguns casos de machismo no colégio, faz com que Vivian reflita sobre a situação de escola.

Inspirada nos anos de protestos de sua mãe, ela decide falar sobre os problemas no colégio de forma anônima: Cria uma zine feminista chamada Moxie.

A publicação é um sucesso, mas as coisas tomam uma proporção que gera problemas.

Além disso, nesse meio tem Seth, garoto fofo que vai mexer com o coração de Vivian,

• Pontos positivos

Amy produzindo e dirigindo a adaptação.

Elenco ótimo. Muito bem escolhido. Palmas para a diretora que representou muito bem muitas coisa que vemos no dia a dia.

Trilha sonora genial.

Traz para debate importantes pautas.

Direção de arte genial. Aquele quarto e, principalmente, a zine maravilhosa.

Partes mais fracas

Personagens e tramas subutilizadas. Por exemplo, a Lucy.

A rebeldia da Vivian, quando tá com a “mente aberta” é meio irritante. Ela briga com todo mundo que tá lá dando apoio.

Primeiro encontro meio esquisito.

Alguns itens não foram explicados, só esquecidos ao longo da narrativa.

Em todo caso, adorei o filme. Mesmo com uns pontinhos mais fracos.

Quem aí já assistiu?

Conta oque achou nos comentários.

Até a próxima. =]

Notas da Audiovizueira n°43

Oie, gente!

Bora falar de filme hoje?

Adaptações são uma ótima oportunidade para tirar os nossos personagens favoritos das páginas e levar para outras plataformas.

Esse é mais um daqueles filmes em que tive a grata surpresa de descobrir que era uma adaptação literária.

Já tinha adorado o filme e, quando li o livro, curti ainda mais.

A história é aquela comédia adolescente em que a garota pouco popular se une ao jogador para que os dois consigam aprender algo um com o outro.

Bianca faz parte de um trio composto por ela e duas melhores amigas lindas e talentosas.

Tudo mas bem até que, em uma festa, ela é chamada de D.U. F. F ( em inglês, designated ugly fat friend), ou seja, a amiga esquenta que serve para deixar as outras mais bonitas.

Isso deixa a garota encafifada, gerando problemas entre o trio e sua dissolução temporária.

Enquanto está longe de suas amigas, ela se aproxima do vizinho e jogador popular, Wesley.

O garoto ajuda Bianca com o visual e a atitude para deixar de ser uma D.U.F. F e ele vai ajudá-lo com a matéria que precisa passa para seguir no time.

Ainda que seja padrão, a história é contada de uma maneira divertida. A química entre os personagens é genial e vemos um desenvolvimento e evolução deles.

Tem tudo o que precisamos em uma comédia romântica: cenas de escolha de roupa em uma montagem musical, um crush que nunca deu bola para a mocinha e uma garoto popular e maldosa.

É um excelente filme fofura para momentos em que precisamos de um quentinho no coração.

Alguém ai já viu? Conta o que achou.

Notas da Audiovizueira n°40

Oie, gente!

Todos os anos, desde 2007, dois autores/YouTubers/personalidades, John e Hank Green fazem um evento de caridade chamado Project For Awesome. Com o intuito de coletar doações para instituições de caridade, esse momento reúne itens que podem ser adquiridos e uma live.

As arrecadações já começaram e na sexta começa a live de 48 horas.

Em homenagem ao projeto, a lista de hoje tem três adaptações de um dos componentes, o John Green.

01. Quem é você, Alasca?

02. A Culpa é das Estrelas

03. Cidades de Papel

Quem já assistiu? Contem o que acharam!

Notas da Audiovizueira n°40

Oie, gente!
Estava aqui, olhando para a minha estante e pensando em mais livros que já tiveram a sua transformação de lagarta literária para borboleta audiovisual. Bora pra algumas?


01. Naomi & Ely e a Lista do Não Beijo

Dois melhores amigos, para manter a amizade, criam uma lista de pessoas com quem eles não podem ficar. Isso tudo muda quando alguém trai esse acordo.

Autores: David Levithan e Rachel Cohn


02. Me chame pelo seu nome

Conta a história do jovem Elio em um verão transformador quando um estudante de doutorado, Oliver, passa a temporada em sua casa de férias.

Autor: André Aciman


03. Trabalhar no paraíso pode ser um inferno

Como se fosse uma empresa normal, o Paraíso conta com funcionários que desempenham cargos específicos. No entanto, quando o curso das coisas está indo para um caminho ruim, dois anjos precisam realizar um milagre para salvar a Terra.


Autor: Simon Rich

04. O Código Da Vinci

Mais uma aventura de Robert Langdon, dessa vez, o professor entra em uma empreitada que começa com um assassinato no Louvre e uma série de pistas conectadas às obras de Da Vinci.

Autor: Dan Brown

Espero que curtam!

Até a próxima!

Notas da Audiovizueira n°39

Oie, gente!

São adaptações que bebem da fonte do livro original, mas tem a liberdade poética de atualizar, modificar e reimaginar momentos desse clássico da literatura mundial.

Nesse dia em que celebramos o nascimento de Lewis Carroll, a lista só tem produções inspiradas em sua obra mais famosa. Três das minhas favoritas!

As duas versões cinematográficas trazem mais dos personagens originais, e narram as aventuras de Alice, uma jovem peculiar que, um dia, caiu num buraco e foi parar no País das Maravilhas.

Naquela terra diferenciada, ela se depara com figuras excêntricas, como um coelho branco que vive atrasado, Chapeleiro e uma Lebre que vivem tomando chá, uma rainha que não perde a gente de mandar cortar a cabeça de alguém, um gato irônico e uma lagarta cheia das frases com mais sentido do que parecem em um primeiro momento.

Nessas versões, temos a Rainha Branca, irmã da Rainha de Copas, além de um monstro a ser vencido e uma dancinha do Chapeleiro.

No segundo filme, temos a história da família do Chapeleiro, além de uma corrida contra o Tempo, literalmente.

Os filmes, são:

01. Alice no País das Maravilhas

02. Alice Através do Espelho

Outra adaptação que eu sou apaixonada foi feita pelo SiFi Channel, e tem a trama de uma Alice que foi parar do outro lado do espelho e precisa da ajuda do Chapeleiro para voltar à sua vida real.

Não sei bem onde encontrar essa versão, mas adoraria rever!

Por hoje é só, gente!

Contem aí qual a versão favorita de vocês!

Até mais!

Notas da Audiovizueira n°36

Olá, pessoas!

Para quem ainda não pegou o ritmo da leitura nesse começo de ano, que tal ver uns filmes inspirados em livros e dar aquela animada na lista de TBR?

01. Nick e Norah – Uma noite de amor e música

Baseado na obra de mesmo nome dos autores David Levithan e Rachel Cohn, narra a trajetória de dois jovens ao longo de uma noite. Envolve desconhecidos se aproximando, a busca por una banda misteriosa e um amor novo.

02. Se eu ficar

O livro de Gayle Forman deu origem ao filme a aborda um acidente que acomete uma família inteira e a luta por uma integrante dela para se manter viva.

03. After

Aquele romance jovem ozado, inspirado no livro de Anna Todd e que narra a história de Tessa, uma garota boazinha que começa a faculdade e acaba atraída pelo bad boy Hardin.

04. Simplesmente Acontece

Produzido a partir da publicação de Cecelia Ahern, trata-se da história de uma garota que engravida na adolescência, as reviravoltas da sua vida e a relação que mantém com seu melhor amigo ao longo dos anos, mesmo que os caminhos os levem para lados diferentes do mundo.

Espero que curtam!

Até a próxima!

Notas da Audiovizueira nº09

TopoNotasAudiovizueira-01

Olá, humanos!

Chegou a lista audiovisual-literária mais amada e esperada da semana (segundo a minha própria pessoa. HAHAHAHA).

Vamos encher os dias de possibilidades e filmes e séries para rir, chorar, rir de novo… (às vezes não. depende…. xD)

Boraaa lá.

01. Dezesseis Luas

A série de livros de Kami Garcia e Margaret Stohl segue o casal Ethan e Lena que se apaixonam e precisam lidar com o fato de Lena e sua família terem segredos misteriosos e questões obscuras.

Disponível em: Netflix.

02. Simplesmente Acontece

A trama narra a trajetória de dois amigos que, por diversos fatos da vida acabam em rumos diferentes mas, ainda assim, tentam  seguir a amizade. Inspirado no livro de Cecelia Ahern

Disponível em: Telecine Play

03. Um Porto Seguro:

Baseado no livro de Nicholas Sparks, conta a história de uma mulher que muda para uma cidade pequena em busca de um recomeço.

Disponível em: Netflix.

04. A forma da água

Escrito por Guillermo del Toro e Daniel Kraus, se passa na década de 60 e trata-se na história de Elisa, uma faxineira que se apaixona por um criatura que está aprisonada em um laboratório.

Disponível em: Telecine Play

Até a próxima!