Notas da Audiovzueira nº29

Olá, pessoas!

Hoje vamos falar de filme! Recentemente a Netflix adicionou a comédia romântica “Amor com Data Marcada”. Feita para esse período de fim de ano. Sabe aquela que faz todo mundo ficar vomitando arco-íris e achando super fofa enquanto se aquece com o verão e o clima das festas?

E para quem achava que “O Estranho Mundo de Jack’ já untava bastante feriado, acredite, essa produção mostra que quem tem limite é município e passa por diversas datas comemorativas durante o ano.

História

Basicamente, narra a trajetória de duas pessoas, Sloane e Jackson, que se conhecem de forma aleatória em uma fila para trocar seus presentes de Natal após uma noite pouco festiva com seus respectivos parentes/dates.

Irritados com toda essa pressão de ter alguém ao lado nesses dias de celebração, eles acabam decidindo que serão seus respectivos “Holidates”, ou seja, em todos os feriados eles estariam juntos só para “cumprir tabela”

Elenco

Entre as estrelas do elenco, encontramos a talentosa Emma Roberts e a genial Kristen Chenoweth. Vale ressaltar que o par romântico dela é um australiano, Luke Bracey, que eu não conhecia, mas os dois tiveram uma dinâmica muito interessante.

Pontos menos positivos

O roteiro é bem padrão, não é a melhor comédia romântica já feita, mas vale para dar umas risadinhas, uns suspiros e aproveitar naquele dia preguiça em que você só quer se distrair. Alguns diálogos tem frases e piadas que eu não curti muito, acho que já estão ultrapassadas, mas, no geral, é divertido de ver.

Fator Cativação

Provavelmente, todos os feriados e suas representações. As luzes de Natal, a festa de Ano Novo, o Dia das Bruxas, a Páscoa. Esse filme passa por grandes datas e cada uma é super bem trabalhada para que a gente sinta que é mesmo aquela comemoração. A direção de arte é a coisa mais maravilhosa dessa produção, com certeza.

Se você precisa de um filminho para curtir, sem muita pretensão, taí uma dica fofa.

E aí, alguém já assistiu? Conta o que achou nos comentários.

Até a próxima!

Notas da Audiovizueira n°28

Olá, pessoas!

Passou o feriado, certeza que todo mundo deu aquela ajeitada na lista, né? (Tô rindo aqui porque sei que a minha ainda tá estagnada e só aumentando…)

Maaas, vamos a algumas indicações, quem sabe cêis não animam a ver algum desses filmes disponíveis por esse mundão.

01. Cidades de Papel

Inspirado na obra do consagrado autor de livros para jovens, John Green, a trama gira em torno de Quentin, uma garoto que tem uma paixonite por sua vizinha e, em uma noite, a acompanha para colocar em prática um plano contra o ex-namorado dela. No entanto, depois disso, Margot desaparece e o garoto sai em busca das pistas que ela deixou pelo caminho.

02. A menina que roubava livros

Nesse romance de Mark Susak, adaptado para as telonas, uma garota que vive na Alemanha durante a época do nazismo e, como diz o título, roubava livros.

03. Enola Holmes

Já teve até resenha por aqui, mas não custa relembrar que está disponível essa história cativante de uma jovem de 16 anos, inteligente e sagaz e que falhou de sr irmã de um detetive renomado. No filme, ela tenta descobrir o paradeiro de sua mãe e acaba se envolvendo com outra situação no meio do caminho.

04. A última música

Uma das inúmeras adaptações das obras de Nicholas Sparks, o filme conta a história de uma garota de 16 anos que vai passar um verão com o pai. Eles não têm mais muita conexão e a mãe dela acredita que seja uma boa forma dos dois se reconectarem.

E aí, já viram algum filme da lista? O que acharam? Contem nos comentários.

Notas da Audiovizueira nº27

Oie, gente!

Que tal mais uma publicação temática para a semana do Dia das Bruxas? (não necessariamente com conexões literárias).

Aqui vão alguns filmes que estão no tema, mas que não vão (espero eu) causar muitos pesadelos.

Bora lá!

01. O Halloween do Hubie

Hubie é um morador que se preocupa muito com sua cidade, Salem. Ele constantemente está dando aviso sobre os menores incidentes e normalmente é motivo de piada entre os moradores. No entanto, quando uma morte real acontece, ele acaba como o único a levar a situação a sério e pode se tornar a salvação de Salem.

02. Goosebumps: Monstros e Arrepios

Baseado na série de livros, conta a história de um adolescente que muda-se para uma cidade pequena e, sem querer, acaba soltando uma série de monstros que viviam guardados nos manuscritos de um autor. Com isso, precisa se juntar a um grupo de pessoas para prender todos os seres que estão circulando por aí.

03. Abracadabra

Três bruxas do mal que foram aprisionadas no século 15 são libertadas na noite de Halloween e fazer de tudo para manter a sua juventude! (e ficar aqui na terra pra sempre)

04. O estranho Mundo de Jack

Essa animação conta a história de Jack Skellington, o Rei das Abóboras. Um dia, ele decide que não quer mais cuidar do Dia das Bruxas e vai embora da cidade. Sem querer, passa pelo portal do Natal. Maravilhado, decide que a melhor ideia é sequestrar o Papai Noel para que possam criar o Natal em sua cidade.

Espero que curtam. Até a próxima!

Notas da Audiovizueira nº26

Oie, pessoas!

Voltando com a lista. Cheia de dicas, novidades e muitas produções audiovisuais para todo mundo curtir!

Bora lá.

01. Riverdale

A série teen, inspirada nos quadrinhos do Archie, conta as “peripécias” em um grupo de jovens em uma cidade que sofre o baque após um misterioso crime.

Disponível em: Netflix

02. O ódio que você semeia

Baseado no livro de Angie Thomas, narra a história de uma garota que presencia a morte de seu melhor amigo e precisa testemunhar perante o tribunal.

Disponível em: Telecine Play

03. Quase uma Rockstar

Amber é uma jovem que ajuda as pessoas, tem umas várias atividades e mantém sua positividade até que uma série de situações complicadas acontecem e a garota perde um pouco da sua personalidade expansiva. Mas, para a sua surpresa, todos aqueles impactados por ela farão o possível para ajudá-la.

Disponível em: Netflix

Até a próxima, gente! =]

Notas da Audiovizueira nº 25

Olá, pessoas!

Hoje é dia daquela dica/resenha. Então, bora falar de coisa boa? De filme disponível no streaming!

A mais nova adaptação cinematográfica do autor Matthew Quick é “Quase uma Rockstar”. Todo mundo conhece esse escritor, né? Só a pessoa cujo livro-que-virou-filmes, “O Lado Bom da Vida” rendeu à Jennifer Lawrence seu Oscar!

Então, dessa vez, o universo é mais teen. A trama conta a história de Amber, uma jovem que está no seu último ano do colégio e é super prestativa, ajuda os outros, tem vários trampos, é ativa nas atividades escolares (principalmente as que envolvem arrecadações para causas nobres) e é mega adorável com todo mundo!

No entanto, ela tem um segredo: ela e sua mãe moram num ônibus. E ela não pode contar pra ninguém sobre essa situação.

Fator Cativação

Se você curte uns filmes de chorar, ficar emocionado, pensar no poder da amizade e do bem frente às tragédias da vida, esse é o ideal para você.

Tem desgraça em cima de desgraça acontecendo na vida de Amber, com a perda de pessoas importantes, dinheiro faltando e um animalzinho de estimação precisando de tratamento médico.

Maaaaaas, também vem o choro de emoção porque ela tem pessoas à sua volta que retribuem tudo aquilo que ela faz durante tanto tempo, sem pedir nada em troca. Tem muito amor, amizade e afeto.

Nível de Adaptação

Eu admito que faz bastante tempo que li o livro (e que não é o meu autor preferido), mas eu percebi que adoro as versões cinematográficas dos filmes dele. E, o próprio dono da história está envolvido no roteiro, então, já tinha potencial para dar certo.

Elenco

Tem uma galerinha bem boa nesse filme, a protagonista é a Auli’i Cravalho (vulgo, a Moana) e ela é ótima, além disso tem a excelente Justina Machado, de One Day At a Time, como a mãe de Amber, a Judy Reyes, de Scrubs, como a mãe do melhor amigo dela, a Carol Burnett, Fred Armisen.

E um elenco de side kicks que faria qualquer filme do Disney Channel ficar orgulhoso!

Vale a pena ver pra dar aquela bela chorada, se sentir impactada pelos golpes que a vida dá na coitada da protagonista, mas também comemorar com as suas eventuais vitórias!

Alguém aí já viu? Conta nos comentários o que achou.

Espero que gostem! Até a próxima!

Notas da Audiovizueira nº24

Olá, gente!

Tem muita coisa legal para assistir nos streamings, né? Todo dia lançam algo. Fica difícil seguir tudo, mas é bom saber que sempre há uma novidade para curtir.

Bora pra lista?

01. Umbrella Academy

Baseada nos quadrinhos de Gerard Way e Gabriel Bá, a trama gira em torno de uma família cheia de irmãos com superpoderes que está tentando resolver o misterioso falecimento do patriarca.

Disponível em: Netflix

02. Green Book

Esse filme ganhador do Oscar, inspirado em um livro que circulou entre os anos 1930 e 60, narra a história de um homem que precisa de dinheiro e aceita o trabalho de motorista para um famoso pianista negro.

Disponível em: Amazon Prime Vídeo

03. O Menino que Descobriu o Vento

Baseado em fatos reais, o livro, escrito por William Kamkwamba e Bryan Mealer, trata-se da trajetória de um menino que, para salvar seu vilarejo, constrói uma turbina eólica.

Disponível em: Netflix

04. Ela disse, Ele disse

Inspirado n livro de mesmo nome, da autora Thalita Rebouças, acompanha a história de adolescentes mostrando o ponto de vista das meninas e dos meninos sobre coisas como crushs, bullying, amigos e o colégio.

Disponível em: Amazon Prime Vídeo

Até a próxima, gente! =]

Enola Homes – Notas da Audiovizueira nº23

Olá, pessoas!

Hoje tem filme no post! É o lançamento da Netflix, “Enola Holmes”.

  • Fala do quê?

Conta a história de Enola, uma garota que acabou de fazer 16 anos e vai embarcar em uma grande aventura para desvendar o mistério do sumiço de sua matriarca.

Pontos importantes

Enola vem de uma família levemente. Provavelmente você já ouvir falar do irmão dela. Ele trabalha investigando uns crimes aí. É bem intuitivo… o primeiro nome é Sherlock. xD

SIM! Ela é irmã do famoso detetive Sherlock Holmes. A história, inclusive é baseada na série de livros da autora Nancy Springer que escreveu essa história a partir do universo criado por Sir Arthur Conan Doyle.

Partindo desse principio, já sabemos que Enola é muito sagaz e tem o faro investigativo de seu irmão. No entanto, até seus 16 anos ela esteve rodeada por seus livros, aprendendo tudo com a sua mãe, desde história até luta, no entanto, não tem nenhuma vivência no mundo real.

Tudo isso muda quando sua mãe, de repente, desaparece, mas não sem deixar algumas pistas sobre onde foi. E, com isso, a garota começa as buscas.

Em sua jornada, ela tem que fugir do irmão mais velho. Mycroft, que insiste que a moça precisa ir à escolha, aprendera a ser uma dama e casar. Além disso, tem que enfrentar o mundo real e lidar com surpresas que aparecem no caminho.

Entre essas coisas que surgem por aí, tem um rapaz que Enola conhece no trem, um jovem marquês chamado Tewksbury que está correndo de sua família que também tem planos diferentes para ele.

  • Fator Cativação

Durante o filme, vemos Enola se desenvolvendo, encontrando seu próprio caminho ao lidar com tantas coisas novas e situações que levam a decisões complicadas e exigem toda a sua inteligência e pensamento crítico.

É interessante ver como ela cria novos laços com desconhecidos que ela deveria conhecer e com aqueles que somente apareceram no meio do caminho.

É impressionante ver como temos mulheres fortes nesse filme, Enola tem a mente muito afiada e sua mãe fez um excelente trabalho ensinando muito mas do que era “normal”/padrão.

Como produção, além de uma direção de arte super bonita, a quebra da 4ª parede é algo muito interessante nesse filme. O tempo todo somos presenteados com pensamentos, comentário e explicações da garota, diretamente para a câmera. Isso faz com que os espectadores entrem na aventura junto com ela.

  • Elenco

Pra fechar com chave de ouro, como não falar desse elenco? Enola é interpretada pela Millie Bobby Brown que é super carismática e leva todo mundo na viagem dela. Seus irmãos são, simplesmente, Sam Claffin e Henry Cavill. Sério, o Sherlock é o Superman. Precisamos de algo mais? HAHAHAHA

E, a sua querida mãe é ninguém menos que a Helena Bonham Carter. E ainda tem mais gente por aí, mas acho que foi o suficiente pra instigar todo mundo, né?

Particularmente, adorei essa produção e foi muito divertido conhecer mais uma integrante dessa família.

Sem mais spoilers, fico por aqui.

Quem já viu o filme? Conta aí o que achou nos comentários.

Até a próxima! =]

Notas da Audiovizueira nº22

Oie, gente!

Friozinho combina com uma maratona de filmes e séries, né? Que tal umas dicas literárias/audiovisuais?

Bora lá!

01. A Minha Garota para Sempre

O filme conta a história de um rapaz que deixa sua noiva no altar para seguir seu sonho de ser um astro da música country. Após conseguir o sucesso desejado, ele é levado de volta ao seu passado por causa de uma trágica notícia. Inspirado no livro de Heidi McLaughlin.

Disponível em: Telecine Play

02. Ps: Ainda Amo Você

A sequência de “Para Todos os Garotos que Amei”, de Jenny Han, traz os desdobramentos da história de Lara Jean e o que acontece quando alguém para quem ela enviou uma de suas cartas aparece em sua vida.

Disponível em: Netflix

03. Cadê Você, Bernadette?

Adaptação da obra de Maria Semple, o filme aborda a história de Bernadette, uma mulher que esteve 20 aos cuidando de sua família e, um dia, simplesmente some do mapa.

Disponível em: Telecine Play

04. Dumplin

O filme, cujo livro foi escrito por Jullie Murphy, traz a história de uma jovem cuja mãe é uma ex-miss que trabalha com modelos que vão participar de concursos de beleza. Ela, que não está dentro do padrão comum dos concursos, decide entrar em desses concursos no qual sua mãe é jurada.

Disponível em: Netflix

Espero que curtam!

Até a próxima!

Notas da Audiovizueira nº 21

Sabe como eu sei que uma série foi impactante?

Quando eu preciso escrever sobre ela após terminar (seja uma maratona ou uma visualização de episódios de forma ágil ao longo de algumas semanas – que não é, tecnicamente, uma maratona, mas engloba assistir por muito temo a mesma coisa)

Quanto mais difícil para me desapegar dos personagens, da trama, no universo, mais eu sei que o conteúdo criado foi excepcional (na minha humilde concepção de audiovizueira apaixonada por produções cativantes)

Esse foi o caso de Parks & Recreation. A série, criada por Greg Daniels e Michael Schur, mentes que trouxeram ao mundo a adaptação do The Office e, principalmente, o humano responsável pela criação de uma das minhas séries favoritas da vida, The Good Place (Michael Schur).

Ok, agora chegando ao ponto, o que há é tão cativante a história, quais os acontecimentos importantes e porque eu vou indicar para todas as pessoas sempre que puder?

Trama

Numa simplificação, a série trata sobre a vida de uma funcionária pública e seu departamento. No entanto, é muito mais que isso. O programa fala sobre amizade, aliás, a interação de Leslie e Ann logo no primeiro episódio foi uma escolha dos criadores para explicar a linha que seria percorrida ao longo dos episódios.

E é isso mesmo, com altos e baixos na carreira ou na vida pessoal, juntando momentos impagáveis com atividades inerentes à vida no ambiente de trabalho, Parks segue. no formato mockumentary (documentário de zueira, para os íntimos), um grupo grande de personagens. Ainda que seja focado num núcleo pricniapl, diferente de outras produções, todos têm os seus momentos de glória, conhecemos os hábitos e sabemos como cada um agiria em uma situação especifica. Torcemos pelas suas conquistas e nos compadecemos com as suas derrotas.

Uma das minhas partes favoritas é esse desenvolvimento. Ainda que não tenham tanto tempo de cena, nós conhecemos essas pessoas.

Fator Cativação

  • Baita elenco talentoso. Tem herói da Marvel, tem comediante do SNL, galera de stand up. E cada um traz atributos especiais à trama.
  • Um grupo de criadores e roteiristas genial e uma produção demais. (gente que trouxe ao mundo do audiovisual: The Offce US, The Good Place e Brooklyn 99)
  • A série é cheia de histórias que te farão entrar no universo de Pawnee. Cê vai acreditar que a cidade existe e isso vai te levar a outro nível de experiência. (Que, ao que tudo indica, tá no universo compartilhado de outras séries dos mesmo autores/criadores)
  • Participações especiais: tem uma galera famosa (e parças dos criadores) que aparece aí. Andy Samberg, Ben Schwartz, Jason Mantzoukas, Will Forte, Kristen Bell, Dax Shepard e muitos outros!
  • Fiquei muito apaixonada e torcendo para que um dia pessoas como a Leslie consigam fazer mudanças significativas no mundo.

Desenvolvimento de Personagens

  • Mesmo com tantas histórias, linhas narrativas e peculiaridades, diferente de alguns seriados que eu já vi, deu para trabalhar um pouco de cada protagonista, ainda que alguns tenham mais espaço e histórias. Poucos ficaram com aquela sensação de ‘tá, beleza, mas podia ter um pouquinho mais”
  • Relacionamentos: amizades, amores, brigas e reparações. Tem de tudo, desde a essência que é a ligação entre a Leslie e a Ann a partir de um problema com uma cratera na rua, casais que se formaram, terminaram e voltaram. Alguns relacionamento tóxicos…
  • Piadas recorrentes: o coitado do Jerry, todo atrapalhado, sofre com os colegas. O Ron, com sua casca dura insistindo em errar o nome das pessoas de propósito, entre outros.

Extras

Erros de gravação: a série tem uns erros de gravações ótimos, incluindo um em que eles trocam os personagens da abertura por um pônei e outro que alguém da produção

Gifs

Sério. Não existe nada mais daora do que poder aproveitar gifs engraçados com os seus personagens favoritos para qualquer momento em uma conversa.

E Parks tem uns gifs que são geniais. (tô olhando pra você, Ron de mini chapéu).

Tempo investido

São 7 temporadas. Maaaaaas, pensando positivo, a primeira temporada tem só 06 episódios e a última é mais curtinha. (Ok, são vários episódios ainda, só que são maravilhosos!).

Acho que eu já falei muito, né? #Fangirl

Alguém aí já assistiu? O que achou? Conte nos comentários.

Até a próxima. =]

Notas da Audiovizueira nº20

Olá, pessoas!

De volta com uma lista cheia de indicações para todos os apaixonados por audiovisual!

Bora lá!

01. A Química Entre Nós Dois

A adaptação literária da mesmo nome, escrita por Krystal Sutherland, narra a história de uma garota que começa a estudar em um novo colégio, entre no jornal dele, conhece um garoto que acaba se apaixonando por ela.

Disponível em: Amazon Prime Vídeo

02. A Esposa

Nesse filme indicando ao Oscar, uma esposa vai acompanhar o seu marido para que ele recebe a premiação do Nobel de Literatura, mas existe muita coisa por trás da carreira literária dos dois.

Disponível em: Telecine Play

03. O Clube das Babás

Baseado nos livros de Ann M. Martin, essa série conta histórias de um grupo de amigas que abre uma agência de babás.

Disponível em: Netflix

04. Meu Amigo Enzo

Com cara de filme de chorar, narrando a trajetória a e crescimento, vida e evolução de um homem e seu doguinho.

Disponível em: Telecine Play

Espero que curtam. Até a próxima!