Parece que a fonte secou.

As frases não se conversam, não combinam.

Todas essas letras se embaralhando na minha mente enquanto tento fazer com que os caracteres façam algum sentido.

Em pânico, encarando o teclado como se fosse um alfabeto completamente novo.

Como se formam as sílabas? Qual é a ordem das palavras na oração?

Onde foi que eu perdi a minha semântica? Cada o sentido que estava aqui até agora?

Folhas em branco, páginas por preencher, posts aguardando. Canetas que não vão perder a tinta tão cedo.

Aguardo o momento em essse furacão vai deixar de me rodar. Esperando encontrar o olho da calmaria que me trará o foco e a visão para voltar ao rumo.

Tudo ajeitado em cima da mesa, os instrumentos corretos, mas a melodia não esta em harmonia.

Sinto muito pela crônica que não existiu como deveria. Ela está guardada em algum lugar, na expectativa de que vou encontrá-la em breve.

Não se preocupe, amiga. Segura a emoção aí. Estou perdida no caminho, mas alguma hora eu chego. Prometo que vou te buscar!

Por enquanto, estou aqui tentando de tudo para ver se a palavra… a frase… a escrita… volta! Será que volta?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.