Pode parecer estranho pensar na expressão, mas não tem gente que é tipo um remédio na nossa vida? Aquela que cura os machucados, tristezas, coisas às vezes invisíveis para olhos menos preparados?

Podem ser amigos, familiares ou até um desconhecido que faz uma gentileza num dia completamente aleatório.

O mundo tá cheio da galera-remédio. Sempre agradeço por ter a minha própria farmácia. Sou cercada de humanos maravilhosos que são parte do meu tratamento.

Vale ressaltar que os pets também entram na categoria medicinal com o poder curativo de seus afagos, ronronos, olhares fofos e até os julgadores.

Mas que alegria é ter à nossa volta pessoas que estão ai para apoiar e trazer medicina convencional não consegue. (Lembrando que remédios não são substituíveis, esses humanos são complementos, tá?)

São calmantes quando precisamos controlar as tensões do cotidiano. Liberam as nossas vias quando perdemos o ar frente às pressões.

Aliviam as dores em horas nas quais sentimos que apanhamos das demandas, internas ou externas.

Desembaçam a visão quando toda a fumaça do mundo nos impede de enxergar até o que está na nossa cara. Desentopem os ouvidos no nomento em que eles fecham com a quantidade informação recebida.

Sem bula ou efeitos colaterais, com uso diário, semanal, mensal (dependendo do calendário), essas pessoas são bálsamos dos quais temos a sorte de nunca precisar de receita para adquirir.

Obrigada a todas as minhas pessoas-remédio. Vocês são o tratamento alternativo para as agruras da minha vida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.