Por que eu preciso ser produtiva o tempo inteiro?? Constantemente ativa e atuante? A melhor.

Não dá para ser feliz parada, aproveitando as propriedades medicinais do ócio?

Esse não pode ser o único hábito da vida, mas, não tem nada de errado em ter um momento de bloqueio, sem ideias ou completamente estático.

Criando zero conteúdo considerado “útil” e rindo do looping de vídeos de gatos na rede social de sua preferência (sério, sempre tem MUITO vídeo de gato para ocupar o tempo e distrair a mente).

Desacelerar nem sempre é algo ruim. Muitas vezes, é a decisão mais coerente a se tomar.

Quando nos acostumamos a viver na velocidade máxima:

        …das informações, dos prazos, atividades e demandas…

deixamos de aproveitar as horas de descanso.  A mente se condiciona a ficar sempre no modo Fórmula 1.

E, a cada pit stop, a famosa parada, você está numa corrida contra o tempo, nunca com um momento para respirar fundo antes de voltar à disputa.

Tem gente que consegue viver assim, sempre correndo, como se a existência fosse um jogo online (que, como todos sabem, NÃO TEM PAUSA!).

Mas, acredite, isso é NÃO é obrigatório! Esse modelo é supervalorizado e, provavemente, a causa de muitos problemas relacionados à nossa saúde mental (e física).

Cê não precisa ser o modelo de eficiência, produtividade e criação 24 horas por dia, 7 dias por semana! Estar conectado e ligado todas as horas possíveis.

Não somos máquinas e a vida não é uma competição (ainda que, em muitas ocasiões, pareça).

Estamos nesse mundão por algum motivo, cada um com o seu propósito. Nesse “Jogo da Vida” da realidade, ninguém tem a mesma trajetória, mesmo indo por caminhos iguais  (podem até ser parecidos e se inteligarem, mas não são os idênticos).

Então, siga a sua missão, no seu próprio ritmo. Chega de se pressionar a chegar em certo ponto só porque já tem gente lá.

Somos mais eficientes ao entendermos os nossos pontos fortes e fracos. Quando respeitamos esses fatores e NOS respeitamos!

Nem todo ócio precisa ser criativo. Nem toda procrastinação é sinal de má vontade.

Nenhum excesso é bom. E , definitivamente, não dá para abraçar o mundo. Escolha fazer o seu melhor sem que isso te deixe sentindo como se fosse a pior pessoa por ter limitações.

O mais eficaz nem sempre é  quem produz mais, e, sim, quem providencia algo bem feito com suas habilidades disponíveis. Seja no trabalho, nos estudos, ao relaxar, com a família.

Então, vamos nos esforçar para mudar essa mentalidade de mundo da correria, da necessidade de “mostrar serviço”. Se precisar, vamos todos bem devagar, parando quando for necessário. E juntos, celebraremos ao chegar no destino de um jeito saudável!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.