Título/Autor: A química que há entre nós, Krystal Sutherland. Editora Alt.

Avaliação: Verificando a tabela periódica para ver o composição explosiva de amor adolescente.

Oie, gente!

A resenha de hoje é de um livro que recentemente virou filme. Uma daquelas histórias teens feitas para a gente ficar com o coração apertado e os olhos lacrimejando (JOhn Green, tô pensando em você, fera).

Sabia que não seria algo tão leve, mas fui surpreendida com a história (ou pode ser só a pandemia pesando, né?).

Maaas, vamos ao que interessa. O livro conta a história de Henry Page, um garoto que está no último ano do ensino médio e tem uma vida relativamente organizada, sem muitas emoções. Até porque, sua irmã mais velha foi a rebelde da família, logo, ele tenta ser o “normal”. Principalmente na escola, lugar onde a simples menção do nome da sua irmã já gera tremor em muitos professores.

Tudo isso muda com a chegada de Grace, uma garota diferente, que usa roupas masculinas, uma bengala e, segundo Henry, não parece ter a melhor higiene.

Os dois são chamadado para serem editores do jornal da escola. Esse é um desejo antigo de Henry, mas Grace não tem interesse. Por insistência do garoto, ela aceita.

Grace é introvertida e cheia de segredos por causa do trauma que fez com que ela mudasse de colégio no último ano. E todo esse mistério acaba intrigando Henry. Os dois começam a socializar graças ao jornal da escola e sua convivência se tornam constante e eles criam um laço.

Claramente, se desenrola um romance problemático já que Grace tem dias bons e ruins por causa da situação que ocasionou o problema de sua perna e uma perda que teve.

Estar perto da garota faz Henry ficar obcecado, acaba desleixado nos estudos, focado naquele primeiro amor confuso. Adolescência, sabe?

Além dos dois, são personagens importante a irmã de Henry, Sadie, seus pais que são o exemplo de amor verdadeiro do garota (e super de boa), e os melhores amigos dele, Lola e Murray.

O livro é super fluído, ainda que com alguns temas um pouco tensos e momento de muitas lágrimas, é uma obra que a gente começa e termina no mesmo dia, se puder.

Adorei a escrita, não consegui largar até ver a página de agradecimentos! Cheio de amizade, amor, primeiras experiências da vida, perda e referências de cultura pop, música, literatura.

Uma leitura que valeu a pena. Para quem curte o gênero YA, é um a ótima escolha para dar aquela apertada no coraçãozinho. xD

Alguém aí já leu? Conte o que achou nos comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.