road-vintage-airport-white-68257.jpg

A maior distância que existe é o espaço entre o primeiro e o segundo passo.

Aquele Grand Canyon, o penhasco de desenho animado, o fundo infinito do estúdio de gravação.

O que nos faz tomar a coragem de falar “agora eu vou!”, encher os pulmões, respirar fundo e mostrar que estamos no caminho da mudança, mas quando precisamos seguir, nada acontece?

Parece que o primeiro passo estava atolado, mas com força, conseguimos tirar. Já o segundo tá grudado ao chão com super cola. É a única explicação.

A súbita força que temos pra começar algo parece que se dissipa a partir do momento que atravessamos o primeiro obstáculo.

Sabe por quê, jovem? Porque todo passo é um desafio. Alguns em escala menor que os outros, é fato.

Mas não podemos ser eternos fósforos, queimando numa só riscada. Sejamos nossas próprias telas de luz solar.

Que nunca falte energia pra tirar um pé. Depois o outro e assim por diante.

Às vezes o chão vai ser de areia fofa. Às vezes vai ser areia movediça.

Mas vai valer a pena. A cada nova etapa, os lugares, as pessoas, a vida que nos espera ali, a alguns passos de distância.

Nem a perna mais curta vai deixar de chegar aonde a mente se dispõe a ir.

Bora colocar o sapato de caminhada porque temos muitos quilômetros pra andar!

 

Foto de revac film’s&photography no Pexels

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.