marketing man person communication
Foto por Gratisography em Pexels.com

Faça o que eu digo, não faça o que eu faço.

A frase acima é uma das maiores verdades do mundo, nós somos a realeza dos conselhos, para os pais, irmãos, amigos, peixe, passarinho…
Mas e no momento de seguir, de dar o exemplo, resolver na hora da prova o exercício da aula? A gente simplesmente não faz (ou temos a pachorra de fazer ao contrário).
Usamos muito bem a única boca que temos, mas estamos sub-utilizando esses dois ouvidos que recebemos.
Nós deixamos de lado a coerência, a lógica e toda a claridade mental que temos diante dos outros.
E pra quê ser assim, rapá? Quem disse que estamos liberados pra isso? Que só vale pros outros?
Só porque fica mais fácil enxergar os erros quando estamos longe, não significa que os nossos são invisíveis!
Bora aproveitar os bons conselhos que estamos dando de graça (e não começar a cobrar, tá? Não é esse o intuito).
Tá mais do que na hora de parar com a auto negligência. Todo mundo merece mais que isso. Incluindo eu, você os familiares, os animais.
Vamos abrir os ouvidos! (Ou só dar uma lavada. HAHAHAHA)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.