O trabalho não é ruim, ruim é ter que trabalhar

Partindo da premissa do mestre Madruga, Seu (ano desconhecido), muitos de nós estamos presos a trabalhos que deixam os nossos dias longos e a paciência curta.

Aquele cara que disse um dia a famosa frase indicando “se você trabalha com o que gosta, não vai trabalhar nenhum dia” ou algo do tipo não tinha noção da problemática desse século.

Nós, esses saquinhos de água ansiosos, não sabemos como lidar com as complicações internas quando estamos sozinhos em um ambiente controlado, imagina dentro da firma.

Ok, o problema não é (sempre) o trabalho. Às vezes ele é só o catalisador. Outras vezes é a fórmula química inteira.

Mas aí a gente se pergunta “óh, grande pensadora, agora que cê sabe a raiz do problema, vai resolver como?”.

Então, existem várias formas de chegar a um mesmo resultado, mas eu decidi listar algumas e fazer testes.

Issaê, testes! Porque assim como cor de batom e gosto por séries, cada pessoa tem o seu e nenhuma fórmula é mágica o suficiente para fazer funcionar.

Quando você está preso a uma situação incômoda ou beirando o insustentável, sabe qual é a melhor forma de se manter vivo sem pegar uma chave de roda e quebrar a mesa de trabalho?

Se você respondeu “CUIDAR DE SI”, acertou. Pensa comigo, quando tudo está caindo, não adianta esticar os braços e tentar recolher as coisas, adianta?

Quando a vaca estava voando em Twister, acha que a galera conseguiria pegar o pobre bovino só esperando embaixo do furacão? Má never!

O mesmo serve para nossa humilde vida.

O ideal é buscar um espaço calmo e protegido, de preferência dentro da gente, no qual possamos realinhar as nossas energias.

Se estivermos alinhados internamente, o externo não vai nos afetar (pelo menos, não tanto).

É fácil? Não.

É impossível? Também não.

Então, vamos tentar passar pelo menos uma raiva a menos por dia no trabalho e a nossa vaquinha já estará um passo mais longe do perigo.

Toda terça um novo texto. Se tudo der certo. xD

Foto: Fundo foto criado por freepik – br.freepik.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.