Título/Autor/Editora: Vinte Garotos no Verão, Sarah Ockler/Novo Conceito.

Avaliação: Procurando os vidrinhos raros na praia.

Geeente, o que foi essa leitura? São tantos sentimentos amontoados após as últimas páginas.

Rolou até o estranho fenômeno em que a pessoa (vulgo, eu) não chorou enquanto lia, mas depois que terminou. *Fecha o livro, respira fundo, chora*

Depois de ler dois livros sem noção e engraçadinhos, “Vinte Garotos” foi uma leitura mais densa, reflexiva e MUITO valiosa!

O pobre livro estava perdido na pilha das leituras atrasadas, mas apareceu e ganhou espaço na mala de viagem e só digo uma coisa: QUE BOM QUE ELE TÁ AQUI!

Adorei ter lido, mesmo que seja um drama, não necessariamente o que alguém decide ler no meio do feriado, mas valeu muito a pena!

O livro narra a trajetória de Anna, uma garota que sobreviveu a um acidente de carro com a sua melhor amiga, Frank, no ano anterior. No acidente, elas perderam Matt, irmão de Frank e o amor de Anna.

Anna e Matt ficaram juntos pela primeira vez no aniversário dela, um mês antes do acidente. Os dois não contaram para Frank o segredo porque Matt esperava a viagem de verão da família para falar com Frank.

Após o acidente, Anna não junta a força para contar a verdade à amiga. Muitas coisas ficam diferentes. Frank, depois de um período de choque e quietude, ressurge como uma garota conquistadora e Anna continua no papel que sempre atuou, agora com jornada dupla sem a presença de Matt: proteger Frank.

Tudo muda quando a família de Frank decide viajar à Califórnia, local em que eles passavam todos os verões. Dessa vez sem Matt, mas com Anna.

Ansiosas, as garotas se preparam para o Melhor Verão de Todos os Tempos (MVTT). Com planos de encontrarem 20 garotos diferentes, entre outras coisas.

Essa viagem altera o rumo da amizade delas, com muito sol, meninos (em especial Sam e Jake), aventuras e aprendizado. Esse verão será o ponto de partida para o resto de suas vida!

Sério, gente. Esse livro passou voando. Quando eu vi, já tinha acabado. Não tem como parar!

Ver as duas amigas, os pedaços de lembranças de Anna, suas crises por não contar a verdade à Frank, sua eterna preocupação com a amiga e a “presença” de Matt em sua vida são elementos interessantes e bem desenvolvidos nessa história!

Espero que leiam, gostem e se emocionem também com essa jornada de autoconhecimento, perdão e aceitação que as duas amigas têm durante
o MVVT!

Até mais, humanos! =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.