Título/Autor: O Grande Gatsby/ F. Scott Fitzgerald

Tradução de Drik Sada

Preparação: Alexandre Boide

Adaptação e ilustrações: Equipe East Press

(Definitivamente, a maior descrição que essa área terá por
um bom tempo!)

Avaliação: Colocando meu melhor vestido de gala para ir a
uma festa batuta com uma galerinha do barulho que apronta altas confusões.

Para qualquer pessoa que reclame que os clássicos são
quadrados, chatos e todos um porre (sim, eu sou velha, podem julgar as minhas
escolhas de ofensa, jovens. Mas não são menos ofensivas só porque têm teias de
aranhas nelas. E tenho dito). Continuando, para aqueles que têm preconceitos
com as obras mais clássicas porque elas ocupam muito tempo e às vezes são
complexas, taí um jeito legal de entrar em contato com a literatura mundial!

Não, isso não é uma postagem paga, eu mesma comprei esse
livro e estou me dispondo a elogiar o formato (#SonhoMeu ser paga para ler!
<3). A L &PM Porcket fez a versão em mangá de alguns livros importantes,
entre eles, O Grande Gastby.

Como era de se esperar, não possui cada linha do texto (Até
porque seria humanamente impossível fazer isso), mas, definitivamente é uma
ótima adaptação que traz a essência dessa história que conquistou muitas
pessoas e foi parar no cinema.

Na narrativa, contada através dos olhos de Nick Carraway,
conhecemos o Grande Gatsby. Nick é o vizinho desse milionário cuja casa é uma
rave eterna, basicamente.

Todos os dias, aparentemente, o rapaz realiza festas
contendo celebridades, políticos e pessoas da alta sociedade. E essas pessoas ‘orbitam”
em Gatsby e a misteriosa história de sua vida.

Sério, azinimiga não perdem tempo e Gatsby é um mistério
ambulante, o que faz com que os rumores de sua vida de acumulem. Dizem que ele
é parente do kaiser alemã, dono de poços de petróleo, assassino profissional,
etc… Haja tempo pra tanto rumor.

Além disso, Gastby é uma história de amor mal resolvida,
porque só ser um rico festeiro tava muito fácil.

Nessa zueragem toda, encontramos personagens como Daisy,
esposa de Tom Buchanan (um casal de classe alta), uma linda mulher cujo marido
tem o péssimo hábito de menosprezar os outros, além de Myrte e George Wilson,
um casal pobre e com um relacionamento desgastado.

O fato é, para quem gosta de quadrinhos e fica com
preconceitos para com a pobre prosa ou para pessoas que só querem algo
diferente, vá pegar o Gatsby em mangá e seja feliz e diferentão.

Obs: Diferente dos mangás, essa edição não é lida de trás
pra frente. #Chatiada.

Agora, humanos, vão ler esse livro que é super rápido,
prático, divertido e “bem bolado”!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.